Brasilianas.org discute currículo comum para educação básica

O desafio de construir um currículo escolar comum em nível nacional e que seja motivador do aprendizado é o tema de hoje (22) do programa Brasilianas.org, da TV Brasil. A proposta foi disponibilizada para consulta pública em uma plataforma on-line do Ministério da Educação (MEC). Até o momento, foram recebidas mais de 10,3 milhões de contribuições e o prazo para participar vai até 15 de março. A Base Nacional Comum Curricular é uma das estratégias estabelecidas pelo Plano Nacional de Educação (PNE) para melhorar a educação básica.

A diretora da Faculdade de Educação da USP, Lisete Arelaro, falou sobre a necessidade de capacitar professores para assumir esse novo currículo, pois, segundo ela, "o currículo das faculdades de educação é antigo". A professora falou ainda sobre a centralidade que a formação de professores deve ter nessa discussão. "Os cursos de licenciatura, de uma maneira geral, têm vagas, porque o salário é tão baixo no Brasil que não compensa para um jovem investir na sua formação e ser professor. É um problema que é nacional".

Ricardo Falzetta, gerente de conteúdo movimento Todos Pela Educação, diz que é fundamental pensar a carreira docente de modo que o bom profissional em sala de aula consiga crescer na função sem precisar seguir para a gestão escolar como forma de ascensão. "Esses desenhos precisam ser melhorados e estão previstos no Plano Nacional de Educação: ter melhores carreiras, melhor remuneração. Agora, a gente precisa descobrir de onde vem esse dinheiro e como ele vai chegar na educação".

Maria Teresa Mesquita de Paula, pedagoga responsável pela Escola Criativa Idade, em Poços de Caldas, destacou a importância de se ouvir os estudantes no processo de ensino e aprendizagem. "A primeira definição de um projeto começa com roda de conversa com crianças. A partir dessa situação, o professor tem todo o seu propósito pedagógico, mas, se não tem diálogo, fica empobrecido", explicou. A escola trabalha com a pedagogia de projetos, na qual os conteúdos são trabalhados de forma interdisciplinar a partir de um tema comum e da realidade dos alunos.

A Base Nacional Comum Curricular deverá ser entregue em março deste ano e, por meio dele, o MEC quer fixar um conteúdo mínimo de 60% em escala nacional, enquanto que 40% do método de ensino ficará a cargo das políticas públicas de cada estado e município.

O Brasilianas.org, apresentado pelo jornalista Luis Nassif, vai ao ar a partir das 23 h desta segunda-feira (22).
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos