SP: protesto de estudantes contra desvios na merenda bloqueia quatro avenidas

Fernanda Cruz - Repórter da Agência Brasil

Alunos de escolas estaduais que protestam  por melhorias na educação e contra desvios na merenda escolar fazem um ato em frente ao prédio da Secretaria Estadual da Educação, na Praça da República. A manifestação já dura 4h30. As avenidas Paulista, a Brigadeiro Luís Antônio, a São João e a Ipiranga estão bloqueados.

A Polícia Militar não fez contagem de quantas pessoas participam do protesto, mas os estudantes estimam que aproximadamente mil pessoas estejam no ato. O protesto está programado para terminar em frente ao Centro de Paula Souza, órgão responsável pelo ensino técnico no estado, na região central da capital.

Além das dificuldades enfrentadas pela falta de merenda em razão de desvios de verba, alunos das escolas técnicas reclamam da ausência de refeições. "Na escola técnica nunca teve, mas nas escolas estaduais está começando a acabar. Na minha escola nunca teve merenda, mas há promessa da merenda seca. Queríamos almoço", disse Gustavo Falzone, 17 anos, estudante da escola técnica Guaracy Silveira.

Nas unidades técnicas, o Centro Paula Souza informou que está tomando providências para adaptar as escolas que ainda não oferecem merenda. As instituições passaram a ter o direito em 2009 e as escolas ainda têm de adequar a infraestrutura à nova realidade, segundo o centro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos