Funarte continua ocupada em São Paulo por manifestantes contrários a Temer

Camila Boehm - Repórter São Paulo

Os manifestantes que ocupam a sede da Fundação Nacional de Artes (Funarte) de São Paulo, no centro da capital paulista, vão permanecer no prédio por tempo indeterminado, segundo decisão tomada hoje (24) em assembleia, realizada no local.

Apesar da recriação do Ministério da Cultura, que havia sido extinto e incorporado ao Ministério da Educação pelo governo, os participantes da ocupação alegam que não reconhecem o governo do presidente Michel Temer e consideram o afastamento de Dilma Roussef um golpe.

A Funarte está ocupada desde o dia 17 de maio por artistas e ativistas da área de cultura, mas a ocupação não interrompeu as atividades do complexo cultural e os funcionários têm acesso livre ao espaço.

Os ocupantes informaram que a mobilização varia de 200 a mil pessoas, dependendo do período do dia. Além da programação da fundação, o grupo de manifestantes oferece também uma agenda diária de eventos, divulgados diariamente na página criada pelos artistas em rede social: www.facebook.com/Ocupafunartesp.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos