Ex-diretor da Eletrobras presta depoimento em Porto Alegre

Daniel Isaia - Correspondente da Agência Brasil

O ex-diretor de Geração da Eletrobras Valter Luiz Cardeal está na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Porto Alegre para prestar depoimento. Ele foi alvo de condução coercitiva em virtude da Operação Pripyat, deflagrada na manhã de hoje (6) como um desdobramento da Lava Jato para investigar corrupção na Eletronuclear.

 

Segundo a PF, Cardeal será liberado logo após o depoimento. Junto com ele, foram apreendidos documentos, computadores e pen drives, que serão encaminhados para a Superintendência da PF no Rio de Janeiro.

 

O ex-diretor da Eletrobras foi delatado na Lava Jato por Ricardo Pessoa, ex-presidente da empreiteira UTC. Em depoimento, Pessoa disse que Cardeal e o ex-presidente da Eletronuclear Othon Pinheiro da Silva cobraram 6% de propina para que a UTC participasse das obras da usina Angra 3.

Othon foi preso em julho do ano passado, na 16ª fase da Lava Jato, e cumpria prisão domiciliar no Rio. Alvo da Operação Pripyat, foi novamente preso hoje em um condomínio na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade.

 

Segundo a investigação, Othon recebeu uma ligação de Cardeal três semanas antes de ser preso para que ambos combinassem uma versão a ser contada à Justiça sobre as denúncias de corrupção. A conversa foi grampeada pela Polícia Federal.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos