CMN aprova renegociação para produtores de milho do Sergipe e Bahia

Mariana Branco - Repórter da Agência Brasil

O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou hoje (24) a renegociação de operações de crédito rural destinado a custeio e investimento para produtores de milho em municípios do Sergipe e do nordeste da Bahia. A medida destina-se a atender aos atingidos pela seca ou estiagem nessas áreas.

Segundo a resolução aprovada pelo CMN, podem ser refinanciadas parcelas de crédito de custeio ou investimento vencidas, ou a vencer, no período entre 1° de janeiro e 31 de dezembro de 2016.

A permissão vale para financiamentos que estavam em situação de adimplência em 31 de dezembro de 2015. Além disso, engloba as parcelas já prorrogadas por autorização do CMN.

O prazo para pagamento será de até cinco anos para operações de custeio. Para investimento e para custeio prorrogado, será de até um ano após o vencimento final do contrato de financiamento.

Para ter acesso à renegociação, o produtor deve estar em município que tenha reconhecida situação de emergência ou estado de calamidade pública em decorrência da seca ou estiagem no ano de 2016. O reconhecimento, feito pelo Ministério da Integração Nacional, pode ser formalizado até 31 de março de 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos