Prédios da Esplanada recebem tapumes para manifestação desta quarta

Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil

Com as manifestações programadas para esta quarta-feira (24), prédios da Esplanada dos Ministérios receberam tapumes nas entradas para evitar possíveis invasões. Na fachada do Ministério da Agricultura, foram colocados tapumes e apenas um acesso ao prédio foi liberado. No Ministério do Meio Ambiente, as entradas foram fechadas com tapumes, deixando apenas uma liberada. O Ministério do Planejamento enviou comunicado sobre como os servidores devem agir em caso de invasão. 

"Tais medidas têm como objetivo a preservação patrimonial e, sobretudo, a segurança dos servidores e usuários", diz nota do Ministério do Meio Ambiente.

O Ministério do Planejamento emitiu aviso com orientações aos funcionários em caso de invasão dos prédios, como guardarem documentos expostos na mesa de trabalho. O documento cita dez condutas que devem ser adotadas, entre elas: "Em caso de cárcere privado, jamais reaja"; "Todos devem conhecer as saídas possíveis de seu ambiente de trabalho, certificando-se onde estão os manifestantes"; e, "Mantenha calma para que consiga realizar o necessário antes de deixar o ambiente de trabalho". Por meio da assessoria de imprensa, o ministério diz que as informações são rotineiras e visam a orientar sobre cuidados para garantir a segurança patrimonial e pessoal no serviço público. 

Manifestação

A manifestação Ocupa Brasília, convocada por centrais sindicais para amanhã (24), irá protestar contra as reformas da Previdência e trabalhista. O movimento pede ainda a saída de Temer e a convocação de eleições diretas no país. Os organizadores estimam a participação de 100 mil pessoas. 

Secretaria de Segurança

A Esplanada dos Ministérios estará fechada a partir de meia-noite. O acesso aos anexos e aos edifícios se dará pelas vias paralelas S2 e N2, informou hoje (23) a Secretaria de Segurança Pública e Paz Social do Distrito Federal.

Segundo o órgão, a medida tem caráter preventivo, uma vez que possibilita aos órgãos de Segurança Pública, Defesa e Inteligência - locais e federais - um maior controle das vias e espaços públicos. Esse tipo de procedimento, assim como a limitação de acesso ao gramado em frente ao Congresso Nacional - entre a Catedral e a Avenida das Bandeiras, está previsto no Protocolo Tático Integrado (PrTI) das Manifestações.

O protocolo foi assinado, mês passado, por 48 instituições do governo do Distrito Federal, Congresso Nacional e governo Federal e estabelece as competências dos órgãos signatários antes, durante e depois de atos populares com previsão de reunir grande público na Esplanada ou que preveem um maior efetivo de profissionais de segurança pública.

Além disso, haverá cordões de policiais militares próximos aos ministérios e à Catedral. As abordagens serão feitas especialmente no início do ato, momento em que os manifestantes estão chegando à
Esplanada.

Entre as restrições, os manifestantes não poderão levar hastes de bandeiras, garrafas de vidros, madeiras, entre outros objetos cortantes e/ou perfurantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos