Ialorixá de tradicional terrreiro de candomblé baiano tem alta de hospital

Sayonara Moreno - Correspondente da Agência Brasil

A mãe de santo Stella de Oxóssi, de 92 anos, recebeu alta hoje (7), após nove dias internada, no Hospital da Bahia, em Salvador. A ialorixá [a sacerdotisa mais importante do culto dos orixás do candomblé] deu entrada na unidade em 28 de junho, e foi liberada depois de ter o quadro neurológico estabilizado. Ela lidera o Ilê Axé Opô Afonjá, um dos candomblés mais tradicionais de Salvador, fundado em 1910.

Entre outros prêmios e reconhecimento que coleciona, foi eleita em 2013 para a Academia de Letras da Bahia, passando a ocupar a cadeira de número 33, cujo patrono é o poeta baiano Castro Alves.

Segundo a unidade hospitalar da rede privada, mãe Stella - como é conhecida - chegou ao hospital com fortes dores de cabeça e pressão arterial elevada, sendo encaminhada para a unidade de terapia intensiva (UTI). Em nota, o Hospital da Bahia disse que a paciente recebeu assistência cardiológica e neurológica, além de "medicações específicas para o controle da pressão arterial e estabilização do quadro neurológico". A reabilitação física ficou por conta de uma equipe de fisioterapia.

Antes da alta, mãe Stella já havia sido encaminhada para um quarto do Hospital da Bahia, por ter apresentado melhoras e quadro estável.

Mãe Stella de Oxóssi tem seis livros publicados e foi a primeira mãe de santo a escrever sobre religião, no país. Em 2009, recebeu o título de doutora honoris causa, da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), quando comemorou 70 anos de vida religiosa dentro do candomblé.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos