RJ usará todo dinheiro de empréstimo para quitar salários, diz Pezão

Alana Gandra

Da Agência Brasil, no Rio

  • Fernando Frazão/Agência Brasil

    O Rio irá receber um empréstimo de R$ 2,9 bilhões do banco BNP Paribas

    O Rio irá receber um empréstimo de R$ 2,9 bilhões do banco BNP Paribas

O Estado do Rio de Janeiro usará integralmente os recursos do empréstimo de R$ 2,9 bilhões do banco BNP Paribas para regularizar os salários dos funcionários ativos, inativos e pensionistas até o fim do mês, disse nesta quinta-feira (2) o governador Luiz Fernando Pezão. 

Segundo Pezão, que fez as afirmações em entrevistas para emissoras locais de rádio.agora, há um prazo legal para que sejam apresentados recursos ao leilão de empréstimo para o Estado, realizado nesta quarta (1º). 

Na próxima semana, o governador vai a Brasília para acelerar os trâmites burocráticos para liberar os recursos. "Quero muito chegar ao fim de novembro com todos os salários em dia", externou o governador. Ele destacou que o empréstimo será utilizado integralmente para quitar os pagamentos ao funcionalismo.

Pezão comentou ainda a interpelação judicial que a Procuradoria-Geral do Estado encaminhou ao Supremo Tribunal Federal para que o ministro da Justiça, Torquato Jardim, preste esclarecimentos sobre as acusações feitas contra a Polícia Militar e a Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro. Segundo o governador, todos os indícios têm de ser comprovados.

"Não é possível deixar uma corporação com 49 mil policiais sob suspeita. Isso precisa ser esclarecido não só para a Polícia Militar, mas para toda a população", declarou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos