Violência no Rio

Mulher é baleada na comunidade da Rocinha

Cristina Indio do Brasil

Repórter da Agência Brasil

  • Mauro Pimentel/AFP

    Policial na Rocinha

    Policial na Rocinha

Uma moradora da localidade conhecida como 199, na Rocinha, zona sul do Rio, foi baleada neste sábado (27) e levada para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, na zona sul do Rio. A informação foi confirmada pela assessoria da Polícia Militar, que não revelou a identificação da pessoa, mas negou a ocorrência de confronto com equipes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Rocinha. Não há informação sobre o estado clínico da mulher.

Por causa dos tiroteios frequentes na comunidade desde setembro, quando intensificou a disputa de poder no local entre os traficantes Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, e Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, a polícia militar vem fazendo operações diárias para a localização de criminosos envolvidos com a venda de drogas. Neste sábado, segundo a PM, os policiais da UPP estão recebendo o reforço de integrantes do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq).

Morte

Ainda na Rocinha, a Delegacia de Homicídios da Capital (DH) está investigando a morte de Ana Luíza Carvalho da Silva,19 anos. O corpo dela foi encontrado pelo padrasto, na noite de ontem (26), dentro de casa, na Travessa das Flores, na localidade conhecida como Via Ápia, na Rocinha, zona sul do Rio. De acordo com a Polícia Civil, foi feita uma perícia no local e os agentes realizam investigações para tentar identificar a autoria do crime.

O comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Rocinha, informou que os policiais foram acionados por volta das 20h30 de sexta-feira, para verificar a denúncia sobre a morte de uma mulher em uma casa da Travessa das Flores. Conforme a Polícia Pacificadora, depois de comprovarem a morte, os agentes chamaram a perícia da Polícia Civil.

Segundo a Polícia Civil, Ana Luíza era ex-mulher do traficante Adriano Cardoso da Silva, o Modelo, com quem tinha dois filhos. Modelo é genro de Antônio Francisco Bomfim Lopes, o Nem, que está preso na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia desde 2011. Em janeiro deste ano, Rogério 157 foi levado para a mesma unidade prisional, após meses de busca das forças de segurança do estado em comunidades do Rio onde o traficante se escondia, após os conflitos na Rocinha entre os dois grupos terem se intensificado em setembro de 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos