Caminhoneiros mantêm protestos em rodovias do Rio de Janeiro

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Caminhoneiros mantiveram na manhã de hoje (25) manifestações em pontos de rodovias do Rio de Janeiro, apesar do acordo entre lideranças do movimento e o governo federal ontem (24). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou, às 11h55, 15 pontos de protestos em oito trechos de estradas federais.

Na Rodovia Washington Luís (BR-040), havia dois pontos de protesto. No km 113, na altura de Duque de Caxias, os caminhoneiros ocuparam o acostamento nos dois sentidos e bloquearam a faixa da direita da pista sentido Juiz de Fora. No km 61, os caminhoneiros estavam reunidos em um posto de combustível.

No km 40 da Rio-Teresópolis (BR-116), os caminhoneiros estavam interditando parcialmente a pista. Nos 54 e 76, os motoristas protestavam no acostamento.

Na Via Dutra (BR-116), havia protestos em três pontos, apenas no acostamento: em Seropédica (kms 204 a 206) e em Barra Mansa (kms 268 a 269 e kms 276 a 278).

Há protestos em acostamentos de três trechos da BR-101. Na BR-101 Norte, os motoristas fazem protesto em Campos, entre os kms 70 e 75. Na Niterói-Manilha, a manifestação é entre os kms 293 e 297. Já na Rio-Santos, acontece em Itaguaí, no km 391.

Na BR-393, são três pontos em que os motoristas ocupam postos de gasolina e faixas de domínio: em Paraíba do Sul, no km 182; em Volta Redonda, no km 281; e em Barra do Piraí, no km 247. Na BR-465, caminhoneiros protestam no km 22, no Rio de Janeiro.

O acordo com o governo federal definiu o congelamento do preço do diesel por 30 dias e o fim da cobrança da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para o diesel até o fim do ano.

No estado do Rio de Janeiro, representantes dos caminhoneiros e empresas de cargas se reuniram com o governo do estado na noite de ontem. O governador Luiz Fernando Pezão resolveu reduzir o imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS) sobre o diesel de 16% para 12%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos