Quase 30% das escolas particulares não funcionam hoje no Rio

A redução nas opções de transporte e a falta de combustíveis levaram quase 30% das escolas particulares da cidade do Rio de Janeiro a suspenderem as aulas hoje (28). Desde a semana passada, a greve dos caminhoneiros reduziu o funcionamento de ônibus, BRT e barcas, e também restringiu o abastecimento de carros particulares, afetando a mobilidade na cidade.

O balanço é do Sindicato das Escolas Particulares (Sinep), que informou que mais de 70% das 2 mil instituições filiadas no município do Rio funcionaram nesta segunda-feira. Segundo o sindicato, as escolas que decidiram não abrir estão principalmente nas zonas norte e oeste da cidade.

Nas escolas municipais, as aulas foram suspensas hoje por causa dos problemas de mobilidade. Segundo a prefeitura do Rio, o recesso escolar se deve ao fato de que funcionários, professores e alunos poderão ter dificuldade para chegar às escolas. Além disso, há problemas em se garantir a merenda para os alunos, pois muitos itens não estão disponíveis. As prefeituras de Niterói e Nova Iguaçu também suspenderam as aulas nas escolas municipais, e São Gonçalo anunciou que fará o mesmo amanhã.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, será realizada uma nova reunião na tarde de hoje para avaliar se o recesso escolar será mantido amanhã (29). 

Na rede estadual de ensino, as aulas foram mantidas. Já as universidades públicas anunciaram a suspensão das aulas devido aos transtornos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos