PUBLICIDADE
Topo

Após cinco sets, Taubaté sai na frente do Minas na final da Superliga

14/04/2021 22h11

O EMS Taubaté Funvic saiu na frente na decisão da Superliga Masculina de vôlei. Nesta quarta-feira (14), o time paulista derrotou o Minas Tênis Clube por 3 sets a 2 no primeiro jogo da final, disputada em melhor de três no Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema (RJ). As parciais foram de 25/18, 22/25, 23/25, 25/16 e 15/11.

O ponteiro Douglas Souza, do Taubaté, recebeu o prêmio de melhor em quadra. O oposto Felipe Roque, também da equipe do interior, foi o maior pontuador da noite, com 23 pontos. Pelo Minas, o ponteiro Honorato e o oposto Yadrian Escobar, com 16 pontos cada, foram os destaques.

Campeão na última edição concluída da Superliga, em 2019, o Taubaté leva o título mais uma vez se também ganhar a segunda partida, marcada para sexta-feira (16), às 19h (horário de Brasília). O Minas têm de triunfar para forçar o terceiro jogo no domingo (18), no mesmo horário. A edição do ano passado foi encerrada sem ganhador por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O Taubaté liderou o primeiro set de ponta a ponta, mantendo-se quase sempre cinco pontos à frente, pelo menos. O time paulista mostrou eficiência nos bloqueios, anotando seis pontos no fundamento. Cinco foram do central Maurício Souza, entre eles o que fechou a parcial em 25 a 18.

O domínio dos atuais campeões parou por aí. No segundo set, as equipes se intercalaram no comando do placar até o 20 a 20. Com quatro pontos seguidos, assinalados pelos ponteiros Nico Lazo e Honorato (dois) e por Escobar, os minastenistas, enfim, abriram vantagem. Um erro de saque do central Lucão definiu a vitória dos mineiros por 25 a 22.

O cenário se repetiu em parte da terceira parcial, com o Minas tomando a dianteira após o 14 a 14, em um bloqueio do central Gustavão, para não mais perdê-la. A vantagem flutuou entre dois e quatro pontos e foi suficiente para os mineiros fecharem o set em 25 a 23, em uma cravada de Lazo.

O quarto set lembrou o primeiro, com o Taubaté à frente desde o primeiro ponto. A partir do 10º ponto, os paulistas abriram distância e conseguiram manter a vantagem em, pelo menos, quatro pontos. Os erros do Minas ajudaram os atuais campeões a vencerem a parcial por 25 a 16, com ponto de saque de Maurício Souza.

O tie-break iniciou equilibrado e assim permaneceu até o 6 a 6, quando o Minas cometeu dois erros seguidos (um de saque, outro de ataque) e ainda parou no bloqueio do levantador Bruninho. A vantagem foi fundamental para o Taubaté, que sacramentou a vitória após um serviço desperdiçado por Escobar, que fechou o quinto set em 15 a 11 para os paulistas.