Dilma perde lugar para 'Japonês da PF' na festa em Olinda

Em Recife

  • Julio Cesar Guimarães/UOL

    Máscara do 'Japonês da Federal' é um dos destaques na fábrica de produtos de Carnaval

    Máscara do 'Japonês da Federal' é um dos destaques na fábrica de produtos de Carnaval

O domingo de carnaval foi de muita animação e criatividade nos principais pontos de folia no Estado de Pernambuco. Foi também marcado pelo anúncio feito pelo empresário Leandro Bezerra de Castro, que comanda a Embaixada dos Bonecos Gigantes. Ele confirmou ter desistido de levar para a folia de Olinda a boneca feita em homenagem à presidente Dilma Rousseff. O desfile é realizado na manhã desta segunda-feira (8).

A razão, segundo Castro é a "baixa popularidade" enfrentada pela petista. "Muita gente me falou que achava que, se levássemos a Dilma, iríamos ter problemas com vaias e talvez até outras coisas mais graves. Então, para evitar a polêmica, decidi que ela não vai desfilar", destacou. No ano de 2015, a gigante Dilma também acabou ficando fora da festa.

Este ano, serão 80 bonecos gigantes participantes do desfile, que percorre o sítio histórico de Olinda ao som da Orquestra de Frevo de Pernambuco. Entre os estreantes estão o agente da Polícia Federal Newton Ishii, o "Japonês da Federal", e o juiz federal Sérgio Moro, à frente da operação Lava Jato.

No domingo (7), a festa começou cedo em Olinda. Antes das 8h30, milhares de foliões já aguardavam a saída de dois dos mais irreverentes blocos da cidade: o Mucha Lucha e o Enquanto Isso na Sala de Justiça.

O primeiro tem como tema a disputa entre "luchadores", homens que se vestem com roupas e máscaras inspiradas em personagens das lutas livres mexicanas. O segundo é formado por uma legião de super-heróis, dos mais variados tipos, cores e tamanhos.

No Agreste do Estado pernambucano, na cidade de Bezerros, onde a festa é comandada pelos Papangus (personagens fantasiados de forma super colorida, da cabeça aos pés), houve muitas críticas à atual situação econômica e política que o país atravessa. Além de "Dilmas", "Lulas", "Cunhas" e uma infinidade de outros políticos, houve ainda quem optou por mensagens sobre a epidemia de doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti, como a zika. No Recife, o dia foi de festa em homenagem ao samba.

Bahia

Em Salvador, a cantora Ivete Sangalo chamou atenção ao subir ao trio com dreadlocks no cabelo à frente do Bloco Coruja. A festa no Circuito Osmar atraiu milhares de pessoas cantando sucessos da cantora, que também teve como atração a participação de talentos infantis da música.

O cantor Márcio Vitor puxou o bloco Inter pedindo atenção à natureza. Estreando na folia deste ano, o Afoxé Filhos de Gandhy, com 66 anos de carnaval na Bahia, levou o tema da importância da folha para o orixá, propondo uma discussão sobre a preservação de matas e rios.

À noite, no bloco Crocodilo, puxado por Daniela Mercury, uma briga entre foliões e cordeiros interrompeu a festa por alguns momentos. A cantora protestou: "Há quantos anos que eu não via isso. Vai todo mundo dormir em cana. Por favor, violência não."

(As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos