Aécio diz que País não aceitará qualquer tentativa de interferência na PF

Brasília - Horas após a confirmação da saída do cargo do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), afirmou nesta segunda-feira, 29, que o País não aceitará qualquer tentativa de interferência na autonomia da Polícia Federal ou de cerceamento das instituições brasileiras.

"Acompanhamos com enorme atenção as mudanças no Ministério da Justiça, especialmente porque ocorrem justamente no momento em que o PT aumenta suas cobranças ao governo e aprofunda suas críticas à Operação Lava Jato", disse o tucano, por meio de uma rede social.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos