Alan Marques/Folhapress

Processo de impeachment

PP começa a desembarcar do governo da presidente Dilma

Em Brasília

  • Wilton Junior/Estadão Conteúdo

    O presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), disse na semana passada que o partido orientaria os mesmos a votar contra o impeachment

    O presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), disse na semana passada que o partido orientaria os mesmos a votar contra o impeachment

O Partido Progressista (PP) começa a desembarcar do governo com mais força. Os diretórios no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Distrito Federal, Goiás, Espírito Santo e Acre decidiram apoiar o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), anunciou, na semana passada, que o partido orientaria os mesmos a votar contra a interrupção do mandato da presidente Dilma.

Na ocasião, o senador afirmou que o posicionamento da legenda não seria mais discutido até o fim do processo, mas internamente ele reconhecia a instabilidade da situação e já admitia o desembarque de alguns diretórios.

A decisão dos diretórios regionais se estende tanto à Câmara dos Deputados quanto ao Senado Federal. Amanhã a comissão especial do impeachment deve começar a votar o processo contra a presidente. A intenção do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é votar, em Plenário, o processo contra a presidente no próximo domingo (17).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos