Acordo de negociação de dívidas com Estados pode se estender a municípios

Em Brasília

  • Pedro Ladeira - 22.jun.2016/Folhapress

    O presidente interino, Michel Temer

    O presidente interino, Michel Temer

O presidente em exercício, Michel Temer, afirmou nesta quinta-feira (23) que o acordo de negociação com os Estados pode se estender para os municípios. Questionado se o governo poderia atender ao pleito dos municípios, Temer disse que "sem dúvida, porque isso pode se refletir em benefícios" às cidades.

Diante do acordo de renegociação das dívidas dos Estados com a União, prefeituras e empresários da indústria iniciaram uma campanha para receber o mesmo tratamento do governo federal, o que tem potencial para pressionar ainda mais o caixa do Tesouro.

A CMN (Confederação Nacional dos Municípios) reclama da exclusão das prefeituras na negociação. Já a CNI (Confederação Nacional da Indústria ) reivindica carência para o pagamento de débitos tributários das empresas com o governo por meio de um novo programa de refinanciamento, o Refis.

No caso dos municípios, a principal demanda é a resolução da dívida previdenciária, que hoje supera R$ 100 bilhões, estima a CNM. A entidade argumenta que o débito precisa ser revisto, uma vez que inclui dívidas prescritas e que continuam sendo cobradas.

Receba notícias de Política pelo Whatsapp

Quer receber notícias no seu celular sem pagar nada? 1) adicione este número à agenda do seu telefone: +55 (11) 97532-1358 (não esqueça do "+55"); 2) envie uma mensagem para este número por WhatsApp, escrevendo só: brasil3000.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos