Processo de impeachment

José Eduardo Cardozo protesta e diz que não faz 'chicana'

Em Brasília

  • Edilson Rodrigues/Agência Senado

    José Eduardo Cardozo, advogado de defesa da presidente afastada, Dilma Rousseff

    José Eduardo Cardozo, advogado de defesa da presidente afastada, Dilma Rousseff

O advogado de defesa da presidente afastada, Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, rebateu nesta quinta-feira (25) a acusação de que os senadores contrários ao impeachment estão atuando para postergar o desfecho do julgamento e de que fazem "chicana".

A acusação partiu do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO). Ele criticou a questão de ordem apresentada pela senadora Vanessa Grazziotin (PC do B-AM) e disse que o questionamento já tinha sido apresentado diversas vezes e que os senadores faziam isso para procrastinar e fazer chicana.

"Eu quero protestar pelo uso da palavra chicana. Nós nunca tomamos medidas procrastinatórias", afirmou Cardozo.

Chicana é um termo usado para caracterizar o abuso do uso de recursos durante o curso de um processo judicial.

O Senado começou às 9h32 desta quinta-feira o julgamento do impeachment de Dilma. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, comanda a sessão, ao lado do presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos