Em reunião sobre Mariana, Temer cobrará providências um ano após desastre

De Brasília

  • Cristiane Mattos/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Área devastada em Paracatu de Baixo, subdistrito de Mariana

    Área devastada em Paracatu de Baixo, subdistrito de Mariana

O presidente Michel Temer terá uma reunião nesta quinta-feira (3), com representantes das mineradoras Samarco, Vale, BHP Billiton e também com os governadores de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e do Espírito Santo, Paulo Hartung, para receber um balanço da tragédia do rompimento de barragens da mineradora, que completa um ano no próximo dia 5.

Segundo interlocutores do presidente, as notícias que chegaram até Temer dão conta de que indenizações e providências que foram acertadas após o acidente não estariam sido cumpridas.

Por parte do governo, participarão do encontro a ministra da Advocacia-Geral da União, Grace Mendonça, os ministros Fernando Bezerra Coelho Filho (Minas e Energia) e o Sarney Filho (Meio Ambiente), além de representantes do Ibama.

No último dia 20, o Ministério Público Federal denunciou à Justiça 21 integrantes da cúpula da Samarco e conselheiros da empresa indicados pelas controladoras da mineradora, Vale e BHP Billiton, por homicídio qualificado com dolo eventual - quando se assume o risco de matar - pela morte das 19 vítimas da queda da barragem de Fundão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos