PUBLICIDADE
Topo

SP e Rio têm atos de apoio à Lava Jato

Gilberto Amendola e Fábio Grellet

Brasília

26/04/2017 07h55

Integrantes do movimento Vem Pra Rua, um dos grupos que participaram das manifestações a favor do impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, se concentraram nesta terça-feira, 25, na Avenida Paulista para pedir rapidez nos julgamentos relativos à Operação Lava Jato.

Cerca de 30 manifestantes se reuniram em frente ao prédio da Justiça Federal e acenderam velas. "A vagarosidade do STF (Supremo Tribunal Federal) é responsável por parte da impunidade que estamos vendo aí. Nossa intenção é pedir celeridade nos processos da Lava Jato", disse o líder do Vem Pra Rua, Rogério Chequer. O ato de ontem defendeu ainda o fim do foro privilegiado e criticou o projeto que atualiza a Lei de Abuso de Autoridade.

Rio

O Vem Pra Rua também promoveu ato de apoio à Lava Jato e ao juiz Sérgio Moro em Copacabana, na zona sul do Rio. A manifestação reuniu cerca de 100 pessoas, que cobraram o julgamento de políticos citados nas delações da Odebrecht. Os principais alvos foram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), ambos implicados no esquema.

O ato no Rio também pediu o fim do foro privilegiado, o arquivamento do projeto de abuso de autoridade e a criação de uma força-tarefa no Supremo para acelerar os processos da Lava Jato. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.