Pacheco rejeita desarquivar na CCJ pedido para explicações de Fachin

Daiene Cardoso

De Brasília

  • Pedro Ladeira/Folhapress

Vice-líder da bancada do PMDB na Câmara, o deputado Carlos Marun (MS), fez na manhã desta quinta-feira (6) um pedido ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), para que fosse reconsiderada a decisão de arquivar um requerimento cobrando explicações do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. O pedido de Marun foi negado de pronto por Pacheco.

Com base em reportagem do jornal "Folha de S.Paulo" de que uma das filhas de Fachin é nora do chefe de compra de gado de um frigorífico administrado pela JBS, Marun disse que era necessário que Fachin esclarecesse suas relações pessoais e pregou que ministro se declarasse impedido de relatar as ações envolvendo a JBS. "Começam a surgir cada vez mais informações e, com base no princípio da razoabilidade, levam ao entendimento que o próprio ministro deveria se considerar impedido, haja vista as diversas decisões controversas que tem tomado", declarou.

Pacheco respondeu que o requerimento era incabível e avisou que se novo pedido fosse protocolado, indeferiria novamente porque não caberia a Casa instar o ministro sobre suas relações privadas. "Eu efetivamente não posso fazer", respondeu. Marun disse que não recorreria da decisão, mas avisou que futuramente, em outro foro, o pedido pode ser reapresentado.

O presidente da CCJ rejeitou o requerimento assinado por um grupo de 32 deputados da base governista questionando a relação do ministro com o executivo da J&F, Ricardo Saud. O executivo teria colaborado na campanha de Fachin para que ele fosse aprovado ao cargo pelos senadores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos