Jucá: PMDB fechou questão para 'enfrentar um fato que não existe'

Bernardo Gonzaga

Brasília

O líder do governo no Senado, senador Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou nesta quarta-feira, 12, após reunião da Executiva do partido, que a decisão do PMDB de fechar questão contra a denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR) foi uma decisão para "enfrentar um fato que não existe".

Em reunião da Executiva, o PMDB fechou questão a favor do presidente Michel Temer e contra a denúncia do PGR. Segundo Jucá, os membros do PMDB que não acompanharem o partido poderão responder no Conselho de Ética e serem afastados de suas funções partidárias por até 90 dias. O peemedebista afirmou ainda que aqueles que não quiserem acompanhar o partido podem se sentir à vontade para sair.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos