PUBLICIDADE
Topo

Na presidência da Câmara, deputado André Fufuca vira meme em rede social

O deputado federal André Fufuca (PP-MA) é o presidente interino da Câmara - Pedro Ladeira/Folhapress
O deputado federal André Fufuca (PP-MA) é o presidente interino da Câmara Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Elisa Clavery

São Paulo

31/08/2017 18h39

Presidente da Câmara por oito dias, o deputado André Fufuca (PP-MA) fez sua estreia no mundo dos memes - as piadas nas redes sociais. Conhecido como Fufuquinha em seu Estado, o parlamentar chegou à presidência da Casa aos 28 anos, após a viagem do presidente Michel Temer (PMDB) à China.

Meme em rede social criado a partir do nome do presidente interino da Câmara dos Deputados, André Fufuca - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter
No Twitter, a hashtag #TuiteUmFilmeComFufuca era um dos assuntos mais comentados no Brasil na manhã desta quinta-feira, 31, fazendo piada com o nome do deputado, que é segundo vice-presidente da Câmara. "Se meu Fufuca Falasse", "Apertem os cintos, o Fufuca (as)sumiu", "Meu Fufuca Favorito" e "Onze Homens e um Fufuca" são algumas das paródias com filmes criadas nas últimas horas, fazendo referência a filmes famosos. "Sei que é errado rir dessa tag, mas não estou me aguentando. O brasileiro precisa ser estudado", escreveu uma internauta.

O deputado assumiu o cargo em meio a votações importantes na Câmara, como a reforma política e a mudança da meta fiscal. Com a ausência de Temer, Rodrigo Maia assumiu o Palácio do Planalto. O primeiro sucessor de Maia, deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), não ocupou a vaga porque está na comitiva com o presidente.

Em público, líderes da base aliada minimizam a inexperiência do deputado, mas reservadamente afirmam que o "fator Fufuca" deve influenciar nas votações. Para um deputado com bom trânsito no Palácio do Planalto, a Câmara deve "andar de lado" e ficar em compasso de espera até que o presidente Michel Temer volte da China no próximo dia 6.

Parlamentares da ala jovem da Câmara saíram em defesa de Fufuca e disseram que ele sofre um "preconceito geracional". "É importante um cara de 28 anos ser presidente de um poder", disse o deputado André Amaral (PMDB-PB), de 27 anos à reportagem. "A bancada jovem vai se pronunciar contra o preconceito geracional. O Fufuca está indo muito bem e tem que ser respeitado. Está sendo criticado só porque tem 28 anos. Isso é a prova de que a política está mudando."

Apesar de ocupar a Presidência, Rodrigo Maia apareceu nesta quarta-feira, 30, na sessão da Câmara que era comandada por Fufuca. Os dois se reuniram com líderes e definiram que a PEC da reforma política relatada pela deputada Shéridan (PSDB-RR) será votada antes da relatada por Vicente Cândido (PT-RJ).