Preso suspeito de participar da morte de comandante de batalhão da PM no Rio

Fábio Grellet

Rio

  • Divulgação/PMERJ

    26.out.2017 - O comandante do 3º BPM (Batalhão da Polícia Militar), tenente-coronel Luiz Gustavo Teixeira

    26.out.2017 - O comandante do 3º BPM (Batalhão da Polícia Militar), tenente-coronel Luiz Gustavo Teixeira

A Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu na tarde desta segunda-feira, 30, um suspeito de envolvimento no assassinato do tenente-coronel Luiz Gustavo Teixeira, de 48 anos, morto na última quinta-feira, 26, no Méier, na zona norte do Rio.

O rapaz, identificado como Richard Soares Faustino, de 24 anos, seria o condutor da motocicleta em que outro envolvido também fugiu. A fuga dos dois foi filmada por pessoas que estavam nas imediações da Rua Hermengarda, onde o crime aconteceu.

Faustino foi preso no Complexo do Lins, na mesma região, por integrantes do serviço reservado do 3º Batalhão, do qual Teixeira era comandante. Ele foi conduzido à Delegacia de Homicídios, na Barra da Tijuca, na zona oeste, unidade da Polícia Civil responsável por investigar o caso. Até as 20 horas, não havia informações sobre o conteúdo do depoimento do suspeito, e a reportagem não havia conseguido localizar nenhum representante dele, que pudesse se manifestar sobre a detenção.

Por enquanto, a polícia acredita que quatro criminosos tenham se envolvido no crime: dois estavam na moto e dois em um veículo Audi, na frente do carro descaracterizado em que o comandante do 3º Batalhão estava.

A versão divulgada até agora dá conta de que os policiais reagiram a uma tentativa de assalto iniciada pelo quarteto. Teixeira estava acompanhado pelo cabo Nei Filho, que dirigia o carro e estava à paisana. Atingido no tórax, o tenente-coronel foi levado ao Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas morreu. Nei Filho também se feriu, mas sobreviveu. Os criminosos conseguiram fugir.

Na sexta-feira, 27, um dos suspeitos foi identificado. Seria Matheus do Espírito Santo Severino, de 22 anos, que ainda não foi localizado.

Homenagem

Nesta segunda-feira, familiares e amigos de Teixeira fizeram um ato no Méier em homenagem ao tenente-coronel. Cerca de 200 pessoas participaram do evento, que homenageou também os outros policiais militares mortos no Estado do Rio neste ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos