Para Ciro, sentença de Moro não tem prova 'consistente'

Anderson Bandeira, especial para AE

Recife

O pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, defendeu nesta terça-feira, 23, a absolvição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá (SP). Ao passar por Pernambuco, na tentativa de buscar apoio do PSB para sua campanha eleitoral, Ciro disse ter lido a íntegra da sentença do juiz Sérgio Moro sem encontrar provas contra o petista.

"Sou professor de Direito e li aquela sentença de Sérgio Moro, as 218 páginas, mais de uma vez. Não vejo ali a consistente prova que evidencie uma culpa das acusações pesadas de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e corrupção passiva", afirmou Ciro. Em julho, Lula foi condenado por Moro pelos dois últimos crimes, mas não por formação de quadrilha.

Na avaliação do ex-ministro, para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região condenar Lula, no julgamento desta quarta-feira, 24, precisará apresentar as razões.

Ciro também admitiu interesse no apoio do PT, caso o ex-presidente seja impedido de disputar o Planalto. Disse, porém, não alimentar ilusões. "Ele é maior do que eu", afirmou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos