Campanha contra febre amarela com doses fracionadas começa no Estado de SP

Fabiana Cambricoli e José Maria Tomazela

São Paulo e Sorocaba

A campanha de vacinação contra a febre amarela com doses fracionadas começa nesta quinta-feira, 25, em todo o Estado com horários estendidos em alguns postos de saúde do interior e unidades da capital funcionando mesmo no feriado de aniversário da cidade. Prefeituras do interior anunciaram na quarta-feira, 24, que vão ampliar o horário de atendimento para garantir a imunização dos moradores.

Em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) abrem a partir das 6 horas, duas horas antes do horário padrão. Um posto terá atendimento exclusivo a quem precisa de avaliação médica para receber a vacina. As unidades também vão abrir excepcionalmente no domingo. A cidade terá 509 mil doses fracionadas, suficientes para imunizar todos os moradores.

Em Taubaté, 3 dos 27 postos vão funcionar com horário estendido até as 20 horas e em todas as unidades não haverá interrupção para o almoço, como acontece normalmente. A Vigilância Epidemiológica da cidade anunciou na quarta que investiga três casos suspeitos de febre amarela.

Em um deles, o paciente é morador de Pindamonhangaba, mas está internado em Taubaté. Os outros dois pacientes - entre eles um menino de 12 anos - estiveram recentemente em uma região de Minas Gerais que já registrou casos da doença. O quadro clínico dos três é estável. A Vigilância confirmou uma morte de macaco por febre amarela, no fim de 2017.

Em Pindamonhangaba, além da vacinação nos postos de saúde, haverá uma unidade móvel em deslocamento pelos bairros urbanos. Equipes de agentes farão visitas às casas, nos bairros rurais.

Em Santos, os 22 postos vão distribuir senhas para aplicar a vacina. A prefeitura informou ter recebido 400 mil doses, suficientes para imunizar toda a população, mas vai adotar as senhas para organizar o fluxo nos postos.

Em Cubatão, Mongaguá e São Vicente também haverá distribuição de senhas. Durante a campanha, as oito unidades de Praia Grande vão vacinar das 8 às 17 horas - a vacina vinha sendo aplicada apenas no período da manhã. Mongaguá ampliou o número de postos e, nos sábados da campanha, a imunização ocorrerá também nas escolas de Agenor de Campos e Jardim Praia Grande.

Capital

Na cidade de São Paulo, as 160 UBSs de 20 distritos das zonas leste e sul funcionarão no feriado do aniversário da cidade especialmente para a campanha de vacinação. Os demais postos de saúde, até mesmo os que estavam oferecendo a vacina até a quarta, estarão fechados nesta quinta, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde.

Só poderão receber o imunizante os moradores desses distritos que receberam as senhas em casa. A distribuição teve início na terça-feira. A meta é vacinar mais de 3 milhões de pessoas nos 20 distritos que serão alvo da campanha. Os demais bairros serão incluídos na ação a partir de março.

Conforme calendário definido pela Secretaria Estadual da Saúde, a mobilização vai até o dia 17, devendo atingir cerca de 8,3 milhões de paulistas em 54 cidades das regiões da Grande São Paulo, Vale do Paraíba, Baixada Santista e litoral norte. Na capital paulista, porém, a campanha será estendida até o dia 24 de fevereiro.

Em 40 cidades onde há concentração de matas, toda a população será vacinada. Nos outros 13 municípios, fora a capital, a vacinação será parcial, apenas para moradores de bairros próximos de áreas rurais, silvestres ou ribeirinhas.

Nos sábados 3 e 17 de fevereiro, as prefeituras foram orientadas a manter os postos de vacinação funcionando para o chamado "Dia D" da campanha. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos