Brasil não precisa de candidatos 'voluntaristas', diz Meirelles

Igor Gadelha, enviado especial

Fortaleza

Um dia após admitir pela primeira vez que é pré-candidato à Presidência da República, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), afirmou nesta sexta-feira, 23, que o Brasil não precisa de candidatos "voluntaristas", que tentam se impor com "frases dramáticas".

"Candidato voluntarista, que tenta se impor e com frases dramáticas não é o que Brasil precisa", declarou o ministro em entrevista antes de proferir palestra sobre os desafios da economia brasileira em 2018 em evento promovido pelo Lide Ceará. Ele não citou nomes de outros pré-candidatos.

Meirelles afirmou que encomendou "pesquisas qualitativas" para saber o que a população brasileira deseja de um candidato e reiterou que só decidirá sobre candidatura e mudança de partido próximo do dia 7 de abril, prazo para que ministros que vão disputar as eleições se desincompatibilizem do cargo.

Após o evento com empresários, Meirelles deve participar de culto na igreja evangélica Assembleia de Deus em Fortaleza. Será pelo menos a quarta vez que o ministro participa de eventos com o público evangélico desde o segundo semestre do ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos