Operação Lava Jato

Bretas manda colocar tornozeleira em dois doleiros octogenários

Victor Irajá, especial para AE, e Luiz Fernando Teixeira

São Paulo

  • Fábio Motta/Eestadão Conteúdo

O juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Federal Criminal do Rio, mandou colocar tornozeleira eletrônica em dois doleiros presos na Operação "Câmbio, desligo", Henrique Chueke e Marcos Ernest Matalon. O magistrado levou em conta o fato de que Chueke e Matalon têm mais de 80 anos de idade.

"Câmbio, desligo" foi deflagrada nesta quinta-feira, 3. A operação desmonta uma sofisticada teia de 43 doleiros que teriam movimentado US$ 1,6 bilhão em 52 países por meio de um incrível núcleo de 3 mil offshores. Dos 43 alvos, 33 já foram presos até agora pela Polícia Federal.

Em sua decisão, Bretas destacou que os 43 doleiros "atuaram ao longo de décadas de forma interligada em diferentes núcleos dessa rede de lavagem de dinheiro e evasão de divisas".

A grande operação nasceu nas delações dos doleiros Vinícius Claret, o "Juca Bala" e Cláudio Barboza, o "Tony" ou "Peter", que agiam no esquema de corrupção instalado no governo Sérgio Cabral (MDB), no Rio, segundo os investigadores.

O Ministério Público Federal requereu a apreensão de bens e valores equivalentes a R$ 7,5 bilhões, como restituição ao montante movimentado pelos doleiros, de R$ 3,7 bilhões, além da reparação de danos morais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos