PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Bolsonaro diz que tomará medidas para que tragédia de Brumadinho não fique impune

Leonencio Nossa

Brasília

26/01/2019 16h21

Por meio de nota, o presidente Jair Bolsonaro informou que disponibilizou recursos humanos, financeiros e tecnológicos para ajudar o governo mineiro na operação desenvolvida na área atingida pelo rompimento da barreira da Vale, em Brumadinho. O comunicado divulgado pela Secretaria de Comunicação (Secom) não especifica valores nem detalha ações ou cronograma de repasse dinheiro.

Bolsonaro disse que adotará "todas" as "medidas necessárias" para que tragédias como a de Brumadinho não se "repitam" ou fiquem "impunes". Na nota, ele relatou que esteve pela manhã deste sábado em Brumadinho. "Sobrevoei a área, verifiquei a extensão dos danos e confesso minha tristeza, principalmente pela perda lamentável de vidas humanas", afirmou.

"Acompanhei, juntamente com o governador Romeu Zema, a avaliação das equipes dos órgãos governamentais e determinei que o governo Federal proporcione total suporte à população vitimada por esse desastre", ressaltou. Disponibilizaremos recursos humanos, financeiros e tecnológicos para apoiar o Estado de Minas Gerais."

Ele ainda confirmou que recebeu apoio do primeiro ministro de Israel Benjamin Netanyahu, como tinha informado numa rápida conversa com os jornalistas no começo da tarde. "Foi oferecido e aceitamos, por parte do 1º Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, ajuda na busca de desaparecidos", disse.

Cotidiano