Anne Hathaway 'fingiu' felicidade ao ganhar Oscar em 2013

NOVA YORK, 24 OUT (ANSA) - A norte-americana Anne Hathaway revelou que não se sentiu feliz por ganhar o Oscar de melhor atriz coadjuvante em 2013 por sua atuação no filme "Os Miseráveis".   


"Me senti muito incomodada", disse a estrela em entrevista ao jornal "The Guardian". Estrela de "O diabo veste Prada", ela ainda afirmou que se sentiu culpada por ter usado um vestido de gala da grife avaliado em US$ 80 mil.   


"Eu me senti mal porque estava com um vestido que custa mais do que algumas pessoas vão ver em sua vida e ganhei um prêmio por interpretar uma dor que é real para boa parte da nossa experiência coletiva como seres humanos", acrescentou.   


Para interpretar a personagem Fantine no filme de Tom Hooper, Hathaway precisou emagrecer vários quilos. Na história, adaptada do livro "Os Miseráveis", de Victor Hugo, ela tem uma vida sofrida e precisa vender os dentes e cabelos e se prostituir para sustentar a filha, Cosette.   


"É uma coisa óbvia, você ganha um Oscar e supostamente deve ficar feliz. Eu não me senti assim", afirmou. Na época, Hathaway era uma das atrizes mais requisitadas de Hollywood, porém sua aparição "apática" na cerimônia lhe rendeu críticas.   


"Tentei fingir que estava feliz e não deu certo. É chato. Mas o que você aprende com isso é que você apenas pensa que pode morrer de vergonha, mas não morre", completou ela. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos