Jogos de Tóquio terão reconhecimento facial para segurança

SÃO PAULO, 28 DEZ (ANSA) - Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, estão estudando a possibilidade de implantar um sistema de reconhecimento facial para reforçar a segurança da competição, informou nesta segunda-feira (26) o site "Japan Times".   


Segundo a publicação, a ideia é escanear o rosto de todos que estiverem trabalhando nas Olimpíadas. A medida não inclui apenas a equipe de organização, mas também atletas e profissionais da imprensa.   


A expectativa dos organizadores do evento é que sejam escaneados entre 300 mil e 400 mil rostos.   


O objetivo é evitar roubos de cartões de identificação de pessoas autorizadas a frequentar áreas restritas ao público. Por conta disso, os espectadores não vão precisar realizar o processo de reconhecimento facial.   


As pessoas que entrarem em locais restritos vão ter seus rostos verificados pelas câmeras. Caso alguém não cadastrado tente entrar em local proibido, um alerta será emitido para a equipe de segurança da competição.   


Os Jogos Olímpicos de Tóquio vão ocorrer entre os dias 24 de julho e 9 de agosto, enquanto os Jogos Paralímpicos estão programados para acontecer entre os dias 25 de agosto e 6 de setembro.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos