PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro recebe segunda maior votação da história do Brasil

28/10/2018 22h27

SÃO PAULO, 28 OUT (ANSA) - Eleito presidente neste domingo (28), Jair Bolsonaro recebeu cerca de 57,7 milhões de votos, o segundo maior índice da história do Brasil, atrás apenas dos 58,3 milhões obtidos por Luiz Inácio Lula da Silva em 2006.   


Fernando Haddad, por sua vez, teve aproximadamente 46,9 milhões, o pior desempenho do PT em um segundo turno desde 1989, quando o Brasil tinha 60 milhões de eleitores a menos e Lula recebeu 31 milhões de votos.   


Bolsonaro venceu a eleição em 15 estados e no Distrito Federal, incluindo todo o Sul, Sudeste e Centro-Oeste e boa parte do Norte, com exceção de Tocantins e Pará. Já Haddad levou, além desses dois, todos os nove estados do Nordeste.   


O melhor desempenho do presidente eleito foi no Acre, com 77,3% dos votos válidos, contra 22,7% de Haddad. Em outros três estados Bolsonaro teve mais de 70% dos votos válidos: Santa Catarina (75,92%), Rondônia (72,18%) e Roraima (71,83%).   


Haddad, por sua vez, alcançou 77,05% no Piauí, 73,12% no Maranhão, 72,67% na Bahia e 71,11% no Ceará. O resultado mais apertado foi no Amapá, com 50,2% para Bolsonaro e 49,8% para o petista.   


Bolsonaro também ganhou em sua base eleitoral, o Rio de Janeiro (RJ), por 66,35% a 33,65%, e na de Haddad, São Paulo (SP), com 60,38% a 39,62%. A apuração, no entanto, ainda não foi finalizada em todos os lugares.   


Dos mais de 145 milhões de eleitores brasileiros, 30,87% não votaram em nenhum dos dois candidatos: 21,29% se abstiveram, 7,43% apertaram o "nulo" na urna, e 2,15% votaram em branco.   


Essa parcela do eleitorado corresponde a 42,4 milhões de pessoas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.