Carta de mãe salvou menino de uma das batalhas mais sangrentas da 1ª Guerra

Faz um século que o britânico Sidney Lewis fugiu de casa para se alistar no Exército.

Mas Sidney mentiu sobre sua idade. E, com apenas 12 anos, ele foi recrutado para lutar em um dos conflitos mais sangrentos da 1ª Guerra Mundial: a Batalha do Somme, na França, que deixou mais de 1 milhão de mortos.

Quando descobriu o que o filho havia feito, a mãe de Sidney ficou desesperada.

Ela encontrou sua certidão de nascimento e enviou o documento ao comando do Exército.

Na carta, a mãe de Sidney dizia que o filho ainda era uma criança e que deveria voltar para casa.

A mensagem chegou, enfim, aos superiores do menino ? mas ele já estava no front de batalha havia seis meses.

Sidney voltou para casa. Foi a carta de sua mãe que salvou sua vida.

Os relatos foram compartilhados pelo filho de Sidney, Colin, à BBC, por ocasião do 100º aniversário da Batalha de Somme.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos