França confirma primeiro caso de transmissão sexual do zika

Homem que viajou recentemente ao Brasil infectou parceira, informaram autoridades de saúde. Esse é o primeiro caso de transmissão autóctone da doença no país.

A França anunciou neste sábado (27/02) que detectou o primeiro caso de transmissão sexual do vírus zika no país. Uma mulher foi infectada pelo parceiro, que viajou recentemente ao Brasil.

Segundo François Bourdillon, chefe do Instituto da França de Vigilância em Saúde Pública (IVS), esse é o primeiro caso confirmado de transmissão autóctone do país.

"Essa mulher nunca tinha viajado. O parceiro dela tinha vindo do Brasil, por isso ela foi examinada", afirmou Bourdillon a um canal de televisão.

Marie-Claire Paty, responsável pelo monitoramente de doenças transmitidas por insetos do IVS, afirma que a atual epidemia parece confirmar a transmissão sexual do vírus, que já tinha sido identificado numa amostra de esperma durante o surto da doença na Polinésia, entre 2013 e 2014.

Autoridades americanas investigam 14 casos de retransmissão do vírus por relação sexual, incluindo gestantes.

Nesta sexta-feira, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) recomendou que grávidas não viajem ao Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos. Segundo a agência, as recomendações também valem para os Jogos Paralímpicos, em setembro.

O CDC também confirmou que o bebê de uma mulher do Havaí infectada pelo zika no Brasil nasceu com microcefalia.

KG/rtr/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos