Suíça prende autor de ataque com motosserra

Após emitir mandado de prisão internacional, polícia captura suspeito em cidade a 60 quilômetros do local do ataque. Agressor, de 51 anos e com histórico criminal, havia fugido depois de ferir duas pessoas em escritório.A polícia suíça prendeu nesta terça-feira (25/07) o homem suspeito de ter ferido duas pessoas num ataque com uma motosserra na cidade de Schaffhausen, no norte da Suíça e perto da fronteira com a Alemanha. O agressor estava foragido desde a manhã de segunda-feira, quando ocorreu o incidente. Em comunicado, autoridades do país afirmaram ter capturado o suspeito na comuna de Thalwil, a 60 quilômetros de Schaffhausen, ao sul de Zurique, maior cidade da Suíça. Mais detalhes sobre a prisão devem ser revelados em coletiva de imprensa marcada para a manhã desta quarta-feira. Mais cedo, a polícia havia informado que o suspeito é um homem de 51 anos, sem endereço fixo e que viveria a maior parte do tempo na floresta. Ele tem histórico criminal, tendo sido condenado duas vezes, em 2014 e 2016, em Berna e Lucerna, respectivamente, por violação da lei sobre armas. "Ele é um homem perigoso e agressivo. Esse não foi seu primeiro contato com a polícia", afirmou o chefe de segurança de Schaffhausen, Ravi Landoldt, a repórteres. O ataque ocorreu na manhã de segunda-feira, quando o agressor invadiu o escritório de uma companhia de seguro de saúde e feriu dois funcionários com uma motosserra. Ele acabou fugindo do local num carro, que foi localizado mais tarde pela polícia, sem sinais dele ou da arma do crime. Além dos dois funcionários, uma terceira pessoa foi ferida durante a chegada da polícia, e outros dois clientes foram tratados por choque pós-traumático, por isso o balanço inicial falava em cinco feridos. Cerca de cem policiais, entre suíços e alemães, estiveram envolvidos nas buscas. Mais cedo nesta terça-feira, a Suíça chegou a emitir um mandado de prisão internacional para tentar deter o suspeito, que poderia ter cruzado a fronteira. As autoridades do país descartaram de imediato a hipótese de terrorismo, e acreditam que o ataque tenha alguma ligação com o relacionamento do agressor com a empresa de seguros, que confirmou que o suspeito era um cliente da companhia. EK/afp/dpa/efe/lusa/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos