Globo de Ouro é marcado por protesto contra assédio sexual

Na primeira premiação do ano em Hollywood, astros e estrelas vestem preto em solidariedade às vítimas de abuso sexual na indústria do cinema. Diretor alemão Fatih Akin leva prêmio de melhor filme estrangeiro.Os filmes Três anúncios para um crime (Three billboards outside Ebbing, Missouri) e Lady Bird: A hora de voar (Lady Bird) foram os vencedores nas categorias de melhor filme de drama e comédia, respectivamente, no 75º Globo de Ouro – premiação marcada por protestos de atrizes contra abusos sexuais. O prêmio de melhor filme estrangeiro foi para a película franco-alemã Em pedaços (Aus dem Nichts), dirigida pelo alemão Fatih Akin.

A entrega do Globo de Ouro, que ocorreu na noite deste domingo (07/01), em Los Angeles, foi a primeira cerimônia da indústria cinematográfica de Hollywood depois que dezenas de mulheres começaram, em outubro, a relatar diversas acusações de assédio sexual contra o ex-produtor americano Harvey Weinstein.

A cerimônia contou com discursos aflorados da apresentadora Oprah Winfrey e da atriz Nicole Kidman, além de tiradas sarcásticas do moderador Seth Meyers. "Para os nomeados masculinos no auditório, esta será a primeira vez em três meses que não será terrível ouvir seu nome lido em voz alta", disse o humorista, logo na abertura.

Protesto e solidariedade no tapete vermelho

O desfile no tapete vermelho fez antever o que se esperava, com numerosos artistas de vestidos e trajes negros num gesto de solidariedade às vítimas de abuso sexual e de apoio aos movimentos #MeToo ("Eu também") e Time's Up ("O tempo acabou").



"Acho que as pessoas estão conscientes agora sobre um desequilíbrio de poder e que isso é algo que leva ao abuso", disse a atriz Meryl Streep, oito vezes vencedora do Globo de Ouro. "Nós nos sentimos encorajadas, de certa forma, neste momento particular, para ficarmos unidas numa linha preta espessa que divide o passado do agora."

Streep – que num discurso no Globo de Ouro de 2012 elogiou Weinstein e o chamou de "Deus" – foi uma das centenas de atrizes que ajudaram a iniciar, na segunda-feira passada, a iniciativa Time's Up, que visa apoiar as mulheres em diferentes áreas profissionais.

A atriz Michelle Williams, que foi nomeada para a categoria de melhor atriz por Todo o dinheiro do mundo (All the money in the world), chegou à premiação ao lado de Tarana Burke, fundadora do movimento #MeToo. "Estamos aqui porque Tarana começou um movimento e plantou uma semente há anos, que cresceu e pegou fogo. Ela começou o movimento #MeToo", disse Williams.

Após as acusações contra Weinstein aumentarem, muitas mulheres ao redor do mundo começaram a usar a hashtag para aumentar a conscientização sobre abusos sexuais e para contar suas próprias experiências.



Melhor filme estrangeiro

Em pedaços levou o prêmio de melhor filme estrangeiro. O drama do diretor alemão de origem turca conta a história de uma família com um passado criminoso e raízes turcas e que é vítima de um ataque com bomba executado por membros da extrema direita. As autoridades erroneamente presumem um motivo relacionado a drogas, o que leva a sobrevivente Katja a investigar por conta próprio os assassinatos de seu marido e filho.

A trama tem paralelos e similaridades aos erros de investigação que ocorreram após a série de homicídios realizados por extremistas da Clandestinidade Nacional-Socialista (NSU) entre 2000 e 2007 na Alemanha. No caso, a polícia supôs vínculos com crime organizado entre as comunidades de migrantes e encontrou os verdadeiros culpados pelos crimes por mero acaso, depois que eles foram presos num assalto bancário.

Os premiados

Melhor filme (drama): Três anúncios para um crime
Melhor filme (comédia): Lady Bird: A hora de voar
Melhor ator (drama): Gary Oldman (O destino de uma nação)
Melhor atriz (drama): Frances McDormand (Três anúncios para um crime)
Melhor ator (comédia): James Francos (Artista do desastre)
Melhor atriz (comédia): Saoirse Ronan (Lady Bird: A hora de voar)
Melhor ator coadjuvante: Sam Rockwell (Três anúncios para um crime)
Melhor atriz coadjuvante: Allison Janney (Eu, Tonya)
Melhor diretor: Guillermo del Toro (A Forma da água)
Melhor roteiro: Martin McDonagh (Três anúncios para um crime)
Melhor trilha sonora original: Alexandre Desplat (A forma da água)
Melhor canção original: This is me, de Benj Pasek e Justin Paul (O Rei do show)
Melhor filme de animação: Viva – A vida é uma festa
Melhor filme estrangeiro: Em Pedaços

PV/efe/ap/rtr/afp

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos