PUBLICIDADE
Topo

Tensão toma conta de familiares após recuperação de corpos em navio

20/04/2013 00h08

Seul, 20 abr (EFE).- Os familiares dos desaparecidos no naufrágio da embarcação Sewol protagonizaram neste domingo cenas de tensão no porto de Jindo, no sudoeste da Coreia do Sul, aonde chegaram os primeiros 19 corpos recuperados do interior do navio que aumentam para 52 o número de falecidos, segundo novos dados oficiais.

Entre gestos de desespero e protestos contra as autoridades, os parentes das vítimas concentrados na cidade litorânea sudeste de Jindo observaram a chegada dos corpos, que reduzem para 250 o número de desaparecidos no quarto dia após o afundamento.

Os parentes, que acusaram o governo sul-coreano de não se esforçar o suficiente, tomar decisões erradas e proporcionar informação incorreta, enfrentaram pelo terceiro dia consecutivo as autoridades.

Hoje protagonizaram uma manifestação no porto e tentaram organizar uma marcha para ir à Casa Presidencial de Seul, além de produzir-se tentativas de agressão pontuais a delegados do governo e da Guarda Costeira.