Topo

EI diz que executou refém dos EUA Peter Kassig e 20 soldados sírios

Vídeo mostra a suposta decapitação do americano Abdul-Rahman Kassig (em foto de 3 de outubro), um funcionário de agências humanitárias que trabalhava na Síria - AP
Vídeo mostra a suposta decapitação do americano Abdul-Rahman Kassig (em foto de 3 de outubro), um funcionário de agências humanitárias que trabalhava na Síria Imagem: AP

16/11/2014 08h06

Cairo, 16 nov (EFE).- O Estado Islâmico informou ter executado o refém americano Peter Kassig, sequestrado na Síria por esse grupo jihadista, em um vídeo divulgado neste domingo na internet no qual também é mostrada a decapitação de cerca de 20 soldados sírios.

No final de uma gravação de 15 minutos, um extremista do EI aponta para uma cabeça ensanguentada colocada a seus pés e declara que ela era a de Kassig, que tinha fundado uma organização humanitária após combater pelo exército americano no Iraque.

Mais Notícias