Topo

Turcos dão adeus às vítimas de atentado jihadista no sul do país

21/07/2015 16h32

Istambul, 21 jul (EFE).- Uma cerimônia cheia de emoção na cidade de Gaziantep, no sudeste da Turquia, deu nesta terça-feira o primeiro adeus a 23 das 32 vítimas do atentado suicida cometido ontem na cidade de Suruç, próxima da fronteira com a Síria.

Uma fileira de caixões foi colocada em uma mesquita de Gaziantep, a maior cidade da região e onde foram realizadas as necrópsias dos mortos, todos eles jovens que pretendiam viajar como voluntários à cidade curda de Kobani, na Síria.

Após a cerimônia, na qual houve momentos dramáticos protagonizados pelos familiares dos mortos, os caixões foram enviados aos respectivos lugares de origem das vítimas para que sejam enterrados amanhã.

Cinco caixões já foram transferidos no início da manhã, depois que as necrópsias foram concluídas ontem, enquanto outros quatro corpos ainda não puderam ser entregues, segundo a emissora "CNNTÜRK".

Destes quatro corpos, dois já foram identificados, mas outros dois ainda estão sendo analisados e se dá como certo que um deles pertence ao autor, ou autora, do atentado.

A carga da bomba foi tão forte que despedaçou várias pessoas, literalmente, e continha vários objetos de aço para causar o maior dano possível.

O atentado exacerbou as tensões entre o governo e os movimentos da esquerda turca e curda, que acusam o Executivo de ser benevolente diante das ações da organização jihadista Estado Islâmico, provável responsável pelo ataque.

Hoje, a polícia dispersou com canhões de jatos d'água e gás lacrimogêneo um protesto de centenas de pessoas em Istambul, assim como ocorreu ontem ao término de outra manifestação.

Mais Notícias