Bombardeios em capital do EI deixam 16 mortos

Em Beirute (Líbano)

Pelo menos 16 pessoas morreram e outras 30 ficaram feridas neste sábado em bombardeios de aviões de origem desconhecida na cidade de Al Raqqa e sua periferia, principal bastião na Síria do grupo terrorista EI (Estado Islâmico).

O Observatório Sírio de Direitos Humanos destacou que os ataques aconteceram perto da rotunda de Al Naeem e do parque de Al Rashid no centro da cidade, assim como em áreas dos arredores de Al Raqqa.

A ONG não descartou que o número de vítimas mortais aumente porque há feridos em estado grave.

O EI proclamou no final de junho de 2014 um califado na Síria e no Iraque, onde conquistou áreas do norte e do centro de ambos Estados.

Atualmente as posições dos extremistas são bombardeadas pela força aérea da Síria e da Rússia, assim como da coalizão internacional contra o EI, liderada pelos Estados Unidos e à qual também pertencem Reino Unido e França.

A Síria sofre há quase cinco anos um conflito que causou mais de 260.000 mortes, segundo a apuração elaborada pelo Observatório.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos