Terremoto em Taiwan deixa ao menos 6 mortos, 58 feridos e 120 soterrados

Da Efe, em Taipé

Um terremoto de magnitude 6,4 abalou na madrugada deste sábado (6) o sul de Taiwan e pelos menos seis pessoas morreram, 58 ficaram feridas com certa gravidade, 318 foram resgatadas e cerca de 120 continuam presas entre os escombros de vários edifícios que desabaram na cidade de Tainan.

Um dos mortos é uma menina de apenas dez dias de idade, e pelo menos 220 pessoas foram levadas para hospitais próximos, enquanto os trabalhos de resgate seguem lentamente devido ao risco de explosões e porque um dos edifícios colapsou em forma de "z", segundo os bombeiros.

Os números de mortos e feridos foram divulgados pelo Serviço Nacional de Emergências, enquanto o Ministério da Saúde e Bem-estar informou sobre a situação dos resgatados e que os bombeiros continuam acompanhando a situação das pessoas presas sob os escombros.

A queda de cinco prédios na cidade de Tainan, entre eles o edifício Wei Guan, de 17 andares, originou a maior parte das vítimas e de soterrados. No total, cerca de 14 edifícios foram seriamente afetados pelo tremor, onde os bombeiros e 816 efetivos militares continuam com as buscas e os trabalhos de resgate dos sobreviventes.

Muitos taiwaneses esperam por notícias de seus familiares e na região mais atingida é possível presenciar cenas de alegria, como a de uma senhora que saltava de felicidade devido ao resgate de seu marido, e também muitas de angústia, como o caso de uma mãe que chorava sem consolo por não saber nada sobre seus dois filhos.

Desolação

O panorama em Tainan é devastador, com edifícios colapsados, alguns com andares inteiros destruídos e outros inclinados e com danos consideráveis em seus alicerces, além de veículos esmagados, vazamentos de gás e da interrupção do fornecimento de energia elétrica na região.

O Ministério da Defesa taiwanês mobilizou mais de 800 efetivos militares para as operações de resgate e salvamento, enquanto 168 mil lares tiveram o fornecimento de eletricidade interrompido em Tainan, e 40 mil ficaram sem água.

Vários automóveis e motocicletas acabaram esmagados depois que um edifício afundou sobre si mesmo, perdendo um andar de altura, enquanto muitos outros veículos foram danificados em outras partes de Tainan.

Um campo de golfe da cidade também foi bastante afetado pelo sismo, já que é possível ver grandes fendas no terreno, algumas de mais de dois metros.

O trem de alta velocidade que liga o sul com o norte da ilha interrompeu seus serviços devido ao terremoto, num dia em que muitos taiwaneses que vivem na parte setentrional e mais populosa do arquipélago viajam para o sul para festejar com seus familiares o Ano Novo Lunar, que este ano será no próximo domingo.

O presidente taiwanês, Ma Ying-jeou, e o primeiro-ministro do país, Chang San-cheng, se dirigiram a Tainan para acompanhar de perto as operações de resgate e salvamento, para oferecer suas condolências e demonstrar solidariedade aos atingidos pela tragédia.

"Foram preparadas 1.200 camas em escolas e em outros lugares para abrigar temporariamente os afetados", disse à imprensa o presidente Ma Ying-jeou.

Os sismólogos taiwaneses alertaram que várias réplicas de magnitude superior a cinco estão sendo registradas e preveem outro terremoto com magnitude superior a seis na ilha este ano.

"Como a energia média anual dos tremores de magnitude superior a seis equivale a seis bombas atômicas e hoje foram liberadas duas, é provável que ocorra mais tremores fortes este ano", disse à imprensa o diretor de Sismologia do Serviço Meteorológico de Taiwan, Kuo Kai-Wen.

O tremor atingiu o sul de Taiwan às 3h57 locais (19h37 de Brasília da sexta-feira) e muitos dos residentes do centro e do sul de ilha disseram que o sismo lembrou o terremoto de magnitude 7,3 de 1999, que deixou mais de 2.4004 mil mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos