Obama diz que Guantánamo é "contraproducente" para a luta antiterrorista

Washington, 23 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta terça-feira que manter a prisão de Guantánamo aberta é "contraproducente" para a luta antiterrorista e danifica as relações do país com nações aliadas.

Obama apresentou da Casa Branca seu plano para fechar Guantánamo, que contempla transferir entre 30 e 60 presos ao território americano, medida que conta com a oposição dos republicanos, que controlam o Congresso atualmente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos