EUA tem 10 mil ordens de deportação de menores centro-americanos

Charlotte (EUA.), 29 fev (EFE).- Os 55 tribunais de imigração dos Estados Unidos emitiram 10.142 ordens de deportação para menores centro-americanos que chegaram desacompanhados de um adulto ao país desde 2014 pela fronteira com o México.

Dados do Escritório Executivo de Revista de Imigração (EOIR) aos quais a Agência Efe teve acesso indicam que, entre 24 de julho de 2014 e 26 de janeiro de 2016, 8.912 das sentenças de repatriação para os menores de El Salvador, Honduras e Guatemala foram ditados à revelia.

A atuação do Serviço de Imigração e Alfândegas (ICE) desde o início do ano tem como objetivo cumprir com essas ordens o mais cedo possível e assim mandar uma mensagem aos países centro-americanos sobre qual será o destino daqueles que tentarem entrar ilegalmente no país.

"Desde o mês passado, quando começaram as capturas nas ruas, os bairros hispânicos viveram uma situação de angústia e terror", disse Byron Martínez, da organização de direitos civis Unidos We Stand, do condado de Gaston, na Carolina do Norte.

Na última semana de janeiro, agentes do ICE começaram a prender a imigrantes ilegais com um perfil bem específico, jovens centro-americanos que chegaram menores de idade, mas que agora têm mais de 18 anos, segundo os ativistas.

"Sem dúvidas, o ICE está esperando que cheguem à maioridade para prendê-los, esse é o padrão de cada um dos jovens que capturaram em Charlotte", afirmou Ana Miriam Carpio, da União Salvadorenha (UNISAL), que ajuda famílias afetadas pelas apreensões.

"Nosso estado foi uma espécie de laboratório do tratamento que será dado pelos agentes federais de imigração em outros estados aos jovens salvadorenhos, hondurenhos e guatemaltecos que chegaram desacompanhados", disse Martínez.

José Hernández Paris, diretor-executivo da Coalizão Latino-Americana de Charlotte, comentou que pediu ao ICE em reunião para que não fossem detidos os jovens nas paradas dos ônibus escolares ou a caminho das escolas. No entanto, os oficiais se referiam aos jovens sempre como "adultos" e evitaram a palavra "estudantes".

"Esta cidade não pode tolerar estratégias que coloquem os menores em perigo e isolem a comunidades inteiras que se transformaram em parte integral desta cidade", manifestou Hernández Paris, ao afirmar que entre 15 e 20 estudantes de uma escola de ensino médio de Charlotte estão na mira para serem deportados pelo ICE.

Viridiana Martínez, da organização Alerta Migratório NC, com sede em Durham, que criou uma página no Facebook e instalou uma linha telefônica de emergência "para ajudar os detidos e denunciar as ações do ICE", culpa a Casa Branca pelas capturas e por criar um estado de tensão no estado.

"Estas são ordens diretas do presidente Barack Obama para o secretário de Segurança Nacional, Jeh Johnson, e deste para o ICE. A mensagem é para as pessoas dos países centro-americanos, para que não venham aos EUA e deem um exemplo do destino que os espera aqui", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos