Boeing 737 será usado como restaurante no centro de uma cidade chinesa

Em Pequim

  • CNHubei/Reprodução

A cidade chinesa de Wuhan, no curso médio do rio Yang-Tsé, deparou nestes dias com a surpreendente imagem de um avião Boeing 737 "estacionado" no centro da cidade, onde será utilizado como restaurante, informou nesta sexta-feira (4) o portal de notícias "China.com".

O avião, com capacidade para 200 passageiros, foi adquirido por um empresário local da companhia aérea indonésia Batavia Air, como é possível ver em sua fuselagem, e está rodeado de andaimes pelos trabalhos de remodelação que o transformarão em um estabelecimento para comida.

Situado em uma das áreas comerciais mais movimentadas de Wuhan, uma cidade de 8 milhões de habitantes, o restaurante contará com um simulador de voo para entreter os comensais, situado, como não podia ser de outro modo, em sua cabine.

No passado, empresários chineses adquiriram porta-aviões não mais utilizados para usá-los em iniciativas similares, mas é a primeira vez que um avião comercial de grande tamanho é usado em um negócio deste tipo.

O antigo porta-aviões soviético "Kiev" foi reconvertido em 2011 em um hotel de luxo no porto setentrional chinês de Tianjin, enquanto seu antigo companheiro de frota, o "Minsk", é há 20 anos parte de um parque temático de Shenzhen (cidade vizinha a Hong Kong).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos