Polícia desativa terceira bomba no aeroporto de Bruxelas

Em Bruxelas (Bélgica)

  • Emmanuel Dunand/ AFP

    Soldado patrulha a região da estação central de Bruxelas, cidade alvo de atentados

    Soldado patrulha a região da estação central de Bruxelas, cidade alvo de atentados

A polícia da Bélgica desativou nesta terça-feira (22) uma terceira bomba colocada no aeroporto internacional de Zaventem, em Bruxelas, que não explodiu junto com outros dois artefatos que causaram 14 mortes e deixaram quase cem feridos no mesmo local.

O governador da província de Brabant, Lodewijk de Witte, informou que duas bombas explodiram no terminal pouco depois das 8h, no horário local (4h em Brasília), uma perto das instalações da companhia Brussels Airlines e outra nas proximidades da recepção da companhia American Airlines.

A terceira bomba não foi ativada, esclareceu De Witte.

Fontes da polícia citadas pela agência de notícias estatal belga afirmaram que a busca por armas e suspeitos no aeroporto de Zaventem terminaram por volta de 15h30 (11h30 em Brasília).

Ainda não foram divulgados os resultados destas investigações, mas a rede de televisão belga VTM informou que foi encontrado um colete de explosivos intacto, assim como um fuzil kalashnikov perto do corpo de um dos terroristas.

Segundo Marc Decramer, administrador do hospital universitário Gasthuisberg, em Louvain, a maior parte das vítimas que foram levadas para lá tinha ferimentos que indicam que as bombas continham parafusos para causar o maior dano possível.

Pouco depois deste atentado, outra bomba explodiu em uma estação de metrô no centro de Bruxelas e elevou a pelo menos 34 o número de mortos e a 200 o dos feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos