Ban Ki-moon considera histórica a condenação de Karadzic

Nações Unidas, 24 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, considerou nesta quinta-feira a condenação imposta ao ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic como histórica para a região e para a justiça internacional.

"Este é um dia histórico para o povo da região e além, assim como para a justiça penal internacional", disse Ban através do porta-voz Farhan Haq.

O chefe da ONU lembrou que Karadzic é "um dos líderes de mais alta categoria" julgados pelo Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII).

"A sentença envia um claro sinal a todos que ocupam postos de responsabilidade que terão que prestar contas por suas ações", disse Haq.

O porta-voz ressaltou que o processo contra o ex-líder servo-bósnio demonstra que "os fugitivos não podem escapar do compromisso da comunidade internacional para assegurar que enfrentarão a justiça".

"Os pensamentos do secretário-geral estão com as vítimas dos crimes pelos quais Radovan Karadzic foi considerado culpado", acrescentou.

O TPII condenou Karadzic hoje a 40 anos de prisão pelo genocídio em Srebrenica e outros nove crimes de guerra e contra a humanidade na guerra na Bósnia, entre 1992 e 1995.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos