Sobe para 646 o total de mortos no terremoto do Equador

Quito, 23 abr (EFE).- O número de mortos no terremoto do último sábado no Equador subiu para 646, informou hoje o presidente Rafael Correa, que ressaltou que ainda há 130 desaparecidos.

Em seu tradicional relatório semanal de trabalhos, Correa indicou que 12.492 pessoas que ficaram feridas no terremoto foram atendidas e um total de 113 pessoas foram resgatadas com vida. Atualmente, 26.091 estão abrigadas desde que aconteceu o abalo de magnitude 7,8 na escala Richter, que afetou principalmente o litoral norte do país.

Em seu site oficial, a Secretaria Nacional de Gestão de Risco informa que há 6.998 imóveis destruídos e 2.740 danificados. Além disso, 281 escolas também foram atingidas.

O Executivo equatoriano declarou situação de emergência nas províncias de Esmeraldas, Manabí, Santo Domingo de los Tsáchilas, Guayas, Santa Elena e Los Ríos, e estado de exceção em todo o território nacional.

Junto aos trabalhos de resgate de sobreviventes e vítimas, o governo começou a trabalhar no reestabelecimento de serviços básicos para melhorar as condições de vida dos desabrigados. Correa agradeceu à solidariedade demonstrada pela população que não foi prejudicada pelo tremor, instituições públicas e o apoio internacional.

Mais de 20 países enviaram ajuda humanitária ao Equador, incluindo mil especialistas em resgate de vítimas e atendimento aos afetados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos