Bebê é resgatado após 80 horas sob escombros de prédio que desabou no Quênia

Em Nairóbi

  • Bonny Odhiambo/Kenya Red Cross via Reuters

Uma menina de seis meses foi resgatada nesta terça-feira (3) entre os escombros de um edifício residencial que caiu na sexta-feira em um bairro marginal de Nairobi, o que provocou a morte de pelo menos 23 pessoas, informou a Cruz Vermelha.

Os serviços de emergência, que continuam os trabalhos de resgate com a esperança de ainda encontrar alguém com vida, localizaram o bebê às 4h (22h em Brasília), no que qualificaram de "milagre".

"A menina, que permaneceu soterrada durante 80 horas, foi achada dentro de uma caixa envolvida com uma manta. Estava desidratada, mas sem nenhum ferimento visível", explicou a Cruz Vermelha queniana.

Ela foi transferida imediatamente ao Kenyatta Hospital, um dos principais da capital, onde está recebendo tratamento médico.

Os serviços de emergência conseguiram localizar seu pai, que a identificou, mas o paradeiro da mãe ainda é desconhecido, segundo fontes citadas pela imprensa local.

Mais de 60 pessoas permanecem desaparecidas desde a noite de sexta-feira, quando este edifício de seis andares veio abaixo no subúrbio de Huruma por causa das fortes chuvas.

O número de vítimas mortais continua a aumentar e já se situa em 23.

"Pedimos aos que tenham um familiar desaparecido que sejam pacientes. A operação é delicada porque é preciso garantir a vida das equipes de resgate e das vítimas", disse o responsável da unidade governamental de gestão de catástrofes, Pius Masai.

O proprietário do edifício foi detido ontem depois de fontes do governo local afirmarem que a prefeitura não tinha autorizado a construção.

A polícia também busca o arquiteto e os engenheiros que trabalharam na construção do prédio.

A Cruz Vermelha iniciou uma campanha para arrecadar fundos, comida e roupa para as famílias que viviam ali, e para o resto dos afetados pelas chuvas mais fortes na cidade desde o começo da estação chuvosa.

As autoridades recomendaram a evacuação dos residentes de casas próximas à região do desabamento, mas muitos deles se recusaram a sair por não terem para onde ir.

Desde sexta-feira, a Cruz Vermelha evacuou mil pessoas em Mathare e Mukuru, duas favelas de Nairóbi onde as estruturas possuem materiais muito precários, como barro, e que são especialmente vulneráveis às fortes chuvas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos