Atentado do EI perto de base de grupo apoiado pelos EUA mata 4 rebeldes

Beirute, 25 mai (EFE).- Pelo menos quatro combatentes rebeldes morreram nesta quarta-feira e vários ficaram feridos em um atentado cometido pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) perto da base de uma brigada insurgente, apoiada pelos EUA, disse o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Um carro-bomba dos jihadistas explodiu na estrada que une as localidades de Azaz e Sayu, na província setentrional síria de Aleppo.

A explosão aconteceu nas proximidades do quartel da brigada 51, que recebe respaldo de Washington.

O EI enfrenta facções rebeldes sírias em áreas no norte de Aleppo fronteiriças com a Turquia, enquanto combate contra as forças do governo de Damasco no nordeste da província.

Há dois dias, a organização extremista perpetrou a cadeia de atentados mais sangrenta desde o início do conflito no território sírio em março de 2011 nas cidades litorâneas de Jableh e Tartus, onde 184 pessoas faleceram, segundo a apuração do Observatório.

O EI proclamou um califado no final de junho de 2014 na Síria e Iraque, onde tomou partes do norte e do centro de ambos países.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos