Arcebispo de Rouen deixa JMJ para voltar à França após ataque em igreja

Varsóvia, 26 jul (EFE).- O arcebispo de Rouen, na França, Dominique Lebrun, não vai mais participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) na Cracóvia (Polônia) para voltar a sua diocese na Normandia após o assassinato do padre Jacques Hamel, de 84 anos, em um sequestro na igreja, que terminou com os dois criminosos abatidos pela Polícia.

"Esta noite estarei na minha diocese, com as famílias e a comunidade paroquial, que estão em estado de choque", disse Lebrun ainda na Polônia, onde começa hoje a JMJ, o maior evento da juventude católica.

O arcebispo disse que a comunidade de Saint-Étienne-du-Rouvray tem que lutar com as armas que possui, que são a oração e a fraternidade.

"Peço aos jovens aqui presentes, que são o futuro da humanidade, que não cedam à violência e se transformem em apóstolos da civilização do amor", afirmou ele, que convidou também os que não são crentes a se juntar na dor desta tragédia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos