Terremoto na Itália causou rebaixamento do solo no entorno de Accumoli

Em Roma

  • Localteam/ AP

    Edifício destruído pelo terremoto em Accumoli, Itália

    Edifício destruído pelo terremoto em Accumoli, Itália

O terremoto de magnitude 6 na escala Richter, que atingiu a região central da Itália na madrugada da última quarta-feira (24), causou o rebaixamento de até 20 centímetros do solo no entorno da cidade de Accumoli, segundo um estudo divulgado nesta sexta-feira (26).

A constatação foi feita por meio dos dados obtidos pelos técnicos do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV) e do Centro Nacional de Pesquisa italianos a partir de imagens registradas pelo satélite japonês "Alos 2".

"Ficou comprovado um rebaixamento do solo com uma forma de colher, de no máximo 20 centímetros na área de Accumoli", informou o CNR.

Os especialistas utilizaram a técnica da interferometria diferencial, que permite, "comparando as imagens de radar tiradas antes do evento com imagens posteriores, detectar deformações da superfície do solo com uma precisão centimétrica".

Arte UOL
Região de Rieti foi o epicentro do terremoto

A deformação do terreno, acrescentou o CNR, foi constatada ao longo de uma faixa de 20 quilômetros ao norte do entorno da cidade de Accumoli, situada na região de Lácio, cuja capital é Roma.

"O mapa dos movimentos do solo foi posteriormente utilizado para desenvolver modelos físico-matemáticos da falha que originou o terremoto", acrescentou o CNR, que comparou imagens da região registradas em setembro de 2015 com imagens pós-terremoto.

O estudo aponta que a falha causadora do terremoto está a poucos quilômetros de profundidade da região situada entre Amatrice e Norcia, passando abaixo de Accumoli.

"Trata-se de um plano de fratura de uma extensão de cerca de 25 quilômetros que afunda em direção ao sudoeste (...) com uma inclinação de 50 graus".

Os técnicos que elaboraram o estudo disseram que se trata de uma falha cujas características são conhecidas.

Accumoli é uma das localidades na cordilheira dos Apeninos atingidas pelo terremoto de 24 de agosto e onde faleceram pelo menos 11 pessoas.

Cozinheiros oferecem comida a sobreviventes de terremoto

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos